4 dicas valiosas para usar o e-mail marketing na sua clínica

post
4 dicas valiosas para usar o e-mail marketing na sua clínica

O e-mail marketing é uma excelente ferramenta de comunicação dos dias atuais, já que permite um contato direto com o destinatário. E, como fica armazenado na caixa de mensagem, o e-mail pode ser visto em qualquer horário, diferentemente de uma peça publicitária na televisão. Porém, para que traga resultados para a sua clínica, o e-mail marketing precisa ser bem elaborado e fazer parte de umaestratégia, ou seja, você deve saber o motivo pelo qual utiliza essa ferramenta. Confira, a seguir, 4 dicas para criar mensagens eficazes para correio eletrônico:

Foque no relacionamento com os clientes

Passou o tempo em que o e-mail marketing servia para forçar uma comunicação, por exemplo, com o uso da prática do spam — que é uma mensagem indesejada. Principalmente na área médica, em que o serviço está diretamente ligado à saúde e ao bem-estar do indivíduo, o foco da comunicação deve estar no relacionamento de longo prazo com o cliente. Só assim a clínica conseguirá estabelecer uma relação de confiança entre médico e paciente.

Portanto, nesse caso, as mensagens não deverão trazer promoções de venda, pois isso é proibido (como veremos a seguir), mas, sim, deixar viva a lembrança da clínica e do médico na mente do cliente. Dessa forma, quando o paciente precisar de um serviço de saúde, ele saberá quem procurar.

Não compre listas de endereços

A compra de listas de e-mails é uma prática que só prejudicará a sua empresa. Em vez de ajudar, o envio de mensagens não autorizadas só “queimará o filme” da sua clínica perante o público. Lembre-se de que os servidores de e-mails punem, no decorrer do tempo, quem envia spam.

Por isso, crie a sua própria lista de e-mails por meio da adesão espontânea dos clientes. A permissão dos pacientes para receber mensagens da sua clínica é o primeiro passo para a criação de um relacionamento confiável. Por mais que a elaboração da lista leve tempo, essa relação de contatos se tornará um grande ativo para a empresa.

Preocupe-se com o conteúdo das mensagens

O envio de conteúdo de qualidade, que promova a saúde e o bem-estar do paciente, é peça-chave para uma estratégia de comunicação que favoreça a fidelização dos clientes da sua clínica. Nesse sentido, é importante enviar dicas de saúde que estejam ligadas à especialidade do consultório.

Para evitar descadastramentos por alta frequência de e-mail marketing, dê preferência ao envio mensal de mensagens sob o formato de newsletter. Afinal, ninguém quer ter a caixa cheia de mensagens de uma só empresa, não é mesmo? Você pode aproveitar o conteúdo do blog da clínica, por exemplo, e enviar uma seleção dos artigos de determinado período. Lembre-se de criar títulos atrativos, mas não apelativos, para aumentar a taxa de abertura da mensagem.

Fique atento às restrições do CFM

Diferentemente de outros setores, a área médica possui algumasproibiçõesquando o assunto é marketing e publicidade. O Conselho Federal de Medicina (CFM), por meio de manual próprio, estabeleceu algumas regras sobre a divulgação de serviços médicos.

Por exemplo: a linguagem usada no material não pode querer mostrar que a realização da consulta ou do tratamento trará melhora do desempenho físico ou emocional do paciente. Em nenhuma hipótese a mensagem deve assegurar a garantia da saúde do cliente por meio do serviço médico. A divulgação de preços e condições de pagamento, como diferencial da qualidade do trabalho, também é uma prática proibida.