O avanço da economia compartilhada

post
O avanço da economia compartilhada

Aluguel de quartos e apartamentos em diversos locais do mundo, caronas, integradores de motoristas e passageiros e casas que servem refeições são apenas um dos poucos negócios da economia compartilhada.

Mas, o que é economia compartilhada?

A ideia da economia de compartilhamento é que as pessoas mantenham o mesmo estilo de vida com consumo reduzido, o que é excelente para a sustentabilidade do planeta.

Existem para o modelo 3 possibilidades de funcionamento:

1. Reutilização, quando um bem é redistribuído. A Uber, e a Carlicity, cliente da Idea Shake, são exemplos clássicos, já que permitem que as pessoas utilizem seus carros de forma monetizada.

2. Estilo de vida, quando se compartilha recursos como dinheiro ou tempo. Os financiamentos coletivos ilustram o caso. Pessoas se unem por uma causa.

3. Produto/serviço, quando o consumidor paga pelo benefício do produto. Netflix tirou o benefício das mídias e colocou em nuvem a um preço bastante acessível.

Uma nova visão sobre o relacionamento.

Uma das maiores reclamações é que a tecnologia afastou as pessoas. Mas a economia compartilhada vai na contra mão. Apesar de ser totalmente pautada no on-line, ela permite que haja mais contato físico. Seja em caronas com desconhecidos, seja em aplicativos de pessoas que cozinham em casa e servem para quem compra um voucher via app.

No primeiro caso, há a oportunidade de donos de carro lucrarem com o veículo e no segundo, estão chefes de cozinha que enxergam nos aplicativos e sites a possibilidade de atuar na carreira, mas sem os enormes custos com restaurantes.

O futuro da economia do compartilhamento

A revista Forbes anunciou, em 2013 que esse modelo faturou mais de 3,5 bilhões de dólares e afirma que há enorme potencial de crescimento.

Ou seja, o capitalismo, ainda que se proteja por leis e estimule o consumo, vai contra as crenças dos Millenials, a próxima geração de poder aquisitivo, que dá mais valor para as empresas que colaboram para o meio ambiente e para a sociedade.

Ainda existe uma resistência para adentrar a operação e há também questões trabalhistas que não estão bem resolvidas.

Mas a gigante Mercedes Benz, está colocando o pé no novo território e disponibilizou carros para aluguel com preços mais vantajosos. Aplicativos que mapeiam os prontos-socorros e mostram o tempo de espera e atendimento médico em casa nos moldes Uber é uma tendência que abrange a área da saúde.

Conheça 6 serviços que nasceram dentro da economia compartilhada (link para o post dos 6 serviços).

Diante de todas as mudanças fica a questão: o quanto o seu negócio pode aproveitar desse modelo e quais são as estratégias digitais que está planejando para alcançar o novo consumidor?

Converse com a Idea Shake.